Home > Doenças > Sarcoidose – O que é, Sintomas e Tratamentos

Sarcoidose – O que é, Sintomas e Tratamentos

A sarcoidose é caracterizada pelo desenvolvimento inadequado de granulomas ou um aglomerado células inflamatórias.

Qualquer órgão do nosso organismo pode ser afetado pela sarcoidose, porém, em quase todos os casos ocorre nos pulmões. Estima-se que apenas 10% sejam em outros órgãos.

Quando os granulomas começam a crescer num determinado órgão, podem danifica-lo. O tratamento deve ser aplicado quando eles começarem a surgir numa porção significativa ou permanecerem no local durante longos períodos de tempo.

O que é a Sarcoidose?

Esta doença é considerada uma condição inflamatória que origina o desenvolvimento de granulomas ou aglomerados de células inflamatórias.

Os granulomas surgem normalmente no nosso corpo, em condições normais, como resposta imunitária do organismo quando existe uma “invasão” de um corpo estranho. Quando esse corpo estranho é expulso do organismo, os granulomas quebram-se e desaparecem.

Nesta doença, acontece que os granulomas não desaparecem quando o corpo estranho é expelido, permanecendo no órgão quando já não são necessários.

Ainda não foi descoberto o porquê de isto acontecer. Ainda assim, os pesquisadores acreditam que pode ser resultado de uma resposta imune excessiva a um alérgeno que podem ser vírus, bactérias, poeira, produtos químicos, poluição, pólen, etc…

O mais comum é esta doença afetar os pulmões, sendo que tal situação ocorre em 90% dos casos. Ainda assim, pode também chegar ao coração, cérebro ou rins, o que pode desencadear problemas muito mais graves dando origem a outros problemas de saúde.

Esta doença surge com maior frequência em mulheres com idades acima de 50 anos, mas claro, também afeta homens de quaisquer idades.

Pessoas que tenham história familiar de sarcoidose, têm uma maior probabilidade de vir a desenvolver esta doença.

Sintomas da Sarcoidose

Os sintomas não são iguais para todos os indivíduos. Também variam de acordo com o local onde os granulomas se desenvolvem.

Em casos de sarcoidose aguda, os sintomas não duram mais de 2 anos e geralmente não terá mais sintomas no futuro.

Para situações crônicas, os sintomas podem permanecer durante um longo período, podem repetir por várias semanas, meses ou anos e podem ainda se agravar.

O aparecimento de sintomas significa que os granulomas estão a impedir o correto funcionamento do órgão.

Os sintomas mais frequentes são:

  • Febre;
  • Cansaço e fadiga extrema;
  • Dor nas articulações;
  • Perda de peso;
  • Depressão;
  • Tosse;
  • Falta de ar;
  • Irregularidade nos batimentos cardíacos;
  • Transpiração anormal sem motivos;
  • Erupção cutânea.

Ainda assim, dependendo do órgão afetado, os sintomas podem variar.

Sintomas de Sarcoidose nos Pulmões

Quando esta doença afeta os pulmões, os sintomas mais frequentes incluem:

  • Tosse seca e muito frequente;
  • Falta de ar e dificuldade em recuperar a respiração normal;
  • Dor no peito.

Sintomas de Sarcoidose nos Linfonodos

Quando o crescimento dos granulomas ocorre no sistema linfático, os sintomas mais frequentes são:

  • Inchaço no pescoço;
  • Dores de garganta;
  • Dificuldade em engolir;
  • Vermelhidão na área do pescoço;
  • Desconforto e fadiga extrema.

Sintomas de Sarcoidose no Coração

Neste órgão é necessário ter um cuidado especial, pois pode levar a outras complicações mais graves. Os sintomas mais comuns incluem:

  • Dores no peito;
  • Sensação de fraqueza e de desmaio;
  • Exaustão sem qualquer razão;
  • Batimentos cardíacos muito rápidos e fortes;
  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Inchaço;
  • Falta de ar e dificuldade em respirar.

Sintomas de Sarcoidose no Sistema Nervoso

Os mais frequentes sintomas incluem:

  • Paralisia facial;
  • Perda do controlo dos músculos;
  • Inflamação no cérebro originando convulsões;
  • Dores de cabeça;
  • Rigidez do pescoço;
  • Danos nos nervos.

Sintomas de Sarcoidose na Pele

Esta doença também pode surgir no tecido da pele, gerando sintomas como:

  • Erupção cutânea nas pernas e tornezelos que está quente ao toque;
  • Nódulos a crescer sobre a pele;
  • Alteração da cor da pele em algumas áreas;
  • Aparecimento de feridas que causam desfiguração permanente da pele (geralmente no rosto, nariz e orelhas).

Sintomas de Sarcoidose nas articulações, ossos e músculos

Quando esta doença surge em articulações ossos e/ou músculos, os sintomas que surgem normalmente são:

  • Artite;
  • Perda do controlo dos músculos;
  • Perda de flexibilidade;
  • Dor nas articulações;
  • Fraqueza muscular em todo o corpo;
  • Cansaço e fadiga extrema.

Sintomas de Sarcoidose nos Olhos

O crescimento de granulomas nos olhos geralmente não dá origem a sintomas, por isso é difícil diagnosticar esta doença nos olhos, sendo identificada apenas quando já causou danos permanentes.

Assim, os sintomas que começam a surgir são:

  • Dores oculares;
  • Vermelhidão no olho;
  • Sensibilidade à luz;
  • Visão turva.

Tratamento para a Sarcoidose

Em cerca de metade das pessoas que sofrem com esta doença, os sintomas vão desaparecendo ao longo do tempo sozinhos.

Ainda assim, em situações mais graves ou persistentes (como é o caso de sarcoidose crônica), o tratamento médico poderá ser benéfico para o alívio de sintomas.

Infelizmente ainda não existe uma cura específica para este problema que tanto incómodo causa, porém, existem remédios que tratam os sintomas aliviando as dores e desconforto sentido.

As opções de tratamento e medicamentos para a sarcoidose incluem:

  • Remédios corticosteróides anti-inflamatórios, tópicos ou orais;
  • Imunossupressores;
  • Hidroxicloroquina;
  • Uso de Factor de Necrose Tumoral (TNF-alfa);
  • Cirurgia.

Complicações e problemas da Sarcoidose

Infelizmente esta doença pode trazer danos permanentes quando não é tratado a tempo e corretamente. As complicações que podem surgir são:

  • Problemas cardíacos;
  • Cegueira;
  • Problemas nos pulmões que dificultem a respiração;
  • Danos nos rins;
  • Paralisia muscular;
  • Desfiguração e descoloração da pele.

Assim, é importante consultar o seu médico quando suspeitar de algo! Se realmente estiver a sofrer com sarcoidose, é de extrema importância seguir as instruções recomendadas pelo médico e fazer o tratamento adequado para evitar que problemas graves como os descritos acima surjam.