Home > Mulher > Gravidez > Posso engravidar tomando pílula anticoncepcional?

Posso engravidar tomando pílula anticoncepcional?

Um dos métodos anticoncepcionais mais usados são as pílulas. Fazem parte de um método bastante eficaz, porém, alguns fatores podem causar “surpresas”.

Apesar de ter uma taxa de sucesso bastante elevada, a pílula não pode ser considerada 100% eficaz. Quando é tomada corretamente e sem nenhum fator a influenciar, podemos afirmar que é quase totalmente eficaz e de confiança (cerca de 99,7% eficaz). Contudo, existem fatores que podem condicionar a eficácia da pílula, nomeadamente a toma juntamente com outros medicamentos, vômitos, o esquecer de tomar, entre outros.

A pílula é mesmo eficaz?

Sim, é! É um método quase infalível quando usado corretamente. A pílula contém hormônios que não permitem a ocorrência da ovulação. Não existindo ovulação, o espermatozóide nunca irá encontrar um óvulo para fertilizar, não dando origem à gravidez.

Estudos feitos afirmam que a pílula é 99,7% eficaz, ou seja, menos de 1 em cada 100 mulheres que tomam a pílula, engravidam durante um ano, tomando corretamente.

Porém, tendo em conta outros fatores, atualmente a eficácia deste método anticoncepcional oral é de 91%, ou seja, 9 em cada 100 mulheres que tomam a pílula, engravidam em um ano.

Razões para a pílula falhar e perder a eficácia

Mas como pode a pílula falhar? – Tudo depende de outros fatores, como é o caso da toma juntamente com outros remédios, o esquecimento de tomar a pílula em algum dia, vômitos, entre outros que veremos já de seguida.

1) Esquecer de tomar um dia

A toma da pílula diariamente serve para permanecer a eficácia todos os dias. Se está tomando este anticoncepcional e esquece um dia, os níveis hormonais podem não permanecer constantes e desregular. Essa alteração hormonal pode permitir a ovulação e consequentemente a possibilidade de engravidar.

Quando decidir usar este método anticoncepcional aconselhe-se com o seu médico sobre o que deve fazer quando falhar algum dia. Ainda assim, para ser mais seguro, caso falhe algum dia, use outros métodos contracetivos nos dias seguintes a esse esquecimento para evitar surpresas.

2) Vômitos

Por vezes pode estar doente e com náuseas. Imagine que está mal disposta e com vômitos. Se vomitar poucos minutos após tomar a pílula, ela poderá subir e não ter sido absorvida completamente.

Isto irá provocar um efeito semelhante ao se ter esquecido de tomar, pois a pílula que acabou de ingerir vai sair e será como se não tivesse tomado nada.

3) Tomar pílulas em horários diferentes

A pílula deve ser tomada todos os dias no mesmo horário, isto para manter os níveis hormonais consistentes e evitar oscilações não intencionais.


Deve tomar a pílula todos os dias à mesma hora com um intervalo de tolerância de duas horas. Para evitar esquecer de tomar naquele horário, pode e deve colocar um alarme no celular. Se passar mais de 2 horas desde a hora da toma habitual, então procure outro método anticoncecional nos próximos dois dias de forma a evitar uma gravidez indesejada.

4) Não iniciar a nova caixa quando devia

Terminou a primeira caixa de pílula, está na hora de iniciar a próxima, mas ainda não tem? Por vezes acontece, não passou na farmácia, não estava disponível, não tinha em estoque, e já acabou o que tinha em casa! Antes de mais, para evitar que isto aconteça, deve ter caixas de reserva em casa para evitar que esta situação ocorra. Depois, se falhar algum dia a toma, deve usar outro método contracecional, nos 7 dias seguintes, como é o caso do método de barreira para prevenir uma gravidez.

5) Remédios que podem diminuir a eficácia e interferir com a pílula

Alguns outros medicamentos podem cortar o efeito da pílula, diminuindo a sua eficácia. Alguns antibióticos como é o caso da rifampicina ou antifúngicos como a griseofluvina podem reduzir o seu efeito.

Alguns remédios para a epilepsia (fenobarbital, fenitoína e carbamazepina) e outros remédios para o tratamento do HIV também são conhecidos como interferirem com a pílula anticoncepcional.

Se está ou vai tomar algum remédio juntamente com a pílula, converse antes com o seu médico para conhecer qual o efeito que esse medicamento irá ter sobre a pílula.

Como fazer para a pílula nunca falhar?

Apesar de bastante eficazes, as pílulas quando não são tomadas nas devidas condições, podem perder a sua eficácia e acabam por não evitar a ovulação. Porém, quando existe um devido cuidado com a pílula, o risco de ocorrerem situações indesejadas é menor. Veja algumas dicas para evitar que uma pílula falhe e e prevenir a gravidez:

  • Converse e oiça atentamente o seu médico e farmacêutico acerca de como deve tomar a pílula a fim de evitar que esta falhe;
  • Leia o folheto da sua pílula para conhecer melhor o que está a tomar e quais as recomendações principais;
  • Tome a pílula todos os dias sem esquecimento, sempre no mesmo horário;
  • Use lembretes no celular para não esquecer o horário da toma da pílula;
  • Tenha sempre consigo, na sua mala, algumas pílulas para tomar caso tenha que se ausentar de casa por um período de tempo superior ao que esperava;
  • Tenha sempre 2 caixas de pílulas disponíveis;
  • Se alguma vez esquecer de tomar uma pílula ou passar por alguma situação em que a eficácia possa estar comprometida, use outro método de contracepção, como um preservativo, para prevenir uma gravidez indesejada.

Se desconfia que a pílula possa ter falhado, confira aqui quais os primeiros sinais e sintomas da gravidez para saber se está grávida.