Home > Medicinas Alternativas > Reflexologia – O que é, como funciona, o que cura e como fazer

Reflexologia – O que é, como funciona, o que cura e como fazer


É muito comum as pessoas recorrerem a outras terapias e medicinas alternativas em vez de começarem na ingestão descontrolada de medicamentos praticando a auto-medicação que não é nada vantajoso nem benéfico para ninguém!

Uma das medicinas alternativas praticadas há já alguns anos é a Reflexologia. O tratamento baseia-se em massagens nos pés com determinadas pressões em certos locais que vão ajudar e estimular o nosso corpo a ativar o sistema curativo de forma a tratar diversos problemas de saúde!

O que é a Reflexologia?

A reflexologia é feita através de uma massagem nos pés mas não deve ser vista como uma massagem qualquer ou uma massagem básica! Esta é uma prática que utiliza a aplicação de uma pressão específica em determinados locais dos pés e mãos (mas principalmente pés), com o objetivo de estimular o nosso corpo a “autocurar-se”, de determinada doença ou problema de saúde ativando o sistema de cura. A teoria da reflexologia diz que determinadas partes do corpo se refletem nos pés e nas mãos e que uma ação reflexa irá acontecer num músculo ou órgão do nosso corpo quando é ativada a energia num ponto de estímulo do corpo.

Na reflexologia, é feita pressão nesses pontos reflexos dos pés e das mãos com a finalidade de melhorar a saúde do indivíduo, tanto física como mental. Com a reflexologia, os terapeutas aliviam tensões, inflamações e melhoram a circulação sanguínea para eliminar toxinas do corpo.

Como funciona a Reflexologia?

Através da reflexologia são estimuladas terminações nervosas do pé que é traduzido em termos de energia elétrica que se propaga através de um sistema reflexo autónomo que funciona em sintonia com o sistema nervoso autónomo. O nosso cérebro está constantemente a enviar e a receber sinais do nosso corpo ao longo do sistema nervoso, num corpo saudável existe uma excelente comunicações entre o nosso corpo e o cérebro, porém, por vezes existe um bloqueio dessas comunicações traduzindo-se em diversos problemas de saúde e é aí que entra a reflexologia. Os estímulos produzidos pressionando um determinado ponto do pé vai estimular o sistema reflexo autónomo a desbloquear esses canais bloqueados para que se mantenham abertos a enviar e receber sinais do cérebro.

Ao ser aplicado pressão em algumas das mais de 70 mil terminações nervosas dos pés, estará a enviar mensagens ao cérebro e a outras áreas do corpo através do sistema nervoso autónomo, podendo ainda melhorar o sistema circulatório e linfático e desta forma está a conseguir uma saúde melhor uma vez que está a melhorar o aproveitamento de nutrientes e oxigénio por parte do seu corpo, isto porque o seu transporte é feito de uma forma mais eficaz. Desta forma, também as toxinas são excretadas mais facilmente.

Ainda através desta pressão feita nos pés, esta técnica estimula a libertação de energia do corpo com a finalidade de melhorar o bem-estar da pessoa.

Segundo a reflexologia, o corpo reflete-se na palma dos pés, ou seja, se olhar para a palma de dois pés juntos de calcanhares para baixo, verá que a forma dos pés é semelhante ao nosso corpo e os órgãos e as partes do corpo localizam-se nos pés na mesma posição em que estão dispostas pelo nosso corpo. Desta forma, os pontos nos pés que correspondem ao nosso corpo são:

  • Dedos dos pés – cabeça, pescoço, cérebro, olhos, ouvidos, nariz, boca, etc;
  • Área carnuda mole nas plantas dos pés – pulmões, tórax e ombros;
  • Planta do pé ao meio do arco – diafragma até cintura;
  • Metade do arco ao início do calcanhar – cintura e área pélvica;
  • Calcanhares – nervo ciático;
  • Curva interior do pé – curvas da coluna;
  • Parte exterior dos pés – braços, ombros, anca, pernas, joelhos e parte de baixo das costas;
  • Tornozelos – órgãos reprodutores.

Provavelmente esta explicação terá sido um pouco confusa e até muito resumida. Para melhor entender esta explicação sobre a correspondência dos locais dos pés em relação ao nosso corpo para a reflexologia, verifique esta imagem:

 

Durante a sessão de Reflexologia

Na sessão, o reflexologista poderá começar a massagear todo o pé antes de começar a fazer pressão sobre qualquer região específica. Ao massagear, se existir alguma dor numa determinada área significa que existe um problema no órgão que corresponde a essa área. Desta forma, o reflexologista irá dar mais atenção à região do pé onde se queixou com dor e irá continuar a massagear essa área. No início até pode ser doloroso continuar a pressionar o ponto onde se queixa, porém a ideia não é provocar essa dor mas sim continuar a massagem até desbloquear a energia bloqueada nesse local de forma a estimular o sistema de cura, uma vez que a dor significa que existe um desequilíbrio ou bloqueio no órgão correspondente.

Apesar de poder causar alguma dor, na maioria dos casos a dor vai passando e transformando-se numa sensação de relaxamento. Durante a sessão de reflexologia também é normal e bom sinal sentir os braços ou mãos dormentes (com sensação de formigueiro), o que significa que a circulação está a aumentar.

Quanto tempo durante uma sessão de Reflexologia e quantas sessões são necessárias?

Tudo depende do reflexologista e do seu método de trabalho, porém, em média as sessões duram entre 30 a 60 minutos e no fim proporcionam uma sensação de bem revitalização e bem-estar geral. Em relação ao número de sessões de reflexologia, tudo depende do problema de saúde que apresenta e se está a tomar medicação, ou não. Contudo, quantas mais sessões praticar, melhor se vai sentir e mais relaxado vai estar, facilitando ainda o seu sono.


Que doenças cura a Reflexologia?

Esta terapia funciona para pessoas de todas as idades e é mais eficaz no tratamento de alguns problemas de saúde tais como:

  • Problemas digestivos;
  • Irregularidades menstruais;
  • Estresse e cansaço;
  • Ansiedade;
  • Dores de costas;
  • Lombalgias;
  • Gripes e resfriados;
  • Dores de cabeça;
  • Problemas da tieroide;
  • Sinusite;
  • Ciática;
  • Eczemas.

A Reflexologia pode ser utilizada em grávidas e bebés?

Estudos efetuados indicam que a reflexologia utilizada em grávidas ajudou na gravidez, aliviou enjoos, azia e dores nas costas causado pelo peso que carrega na barriga. Num estudo efetuado em 2008, cerca de 40 mulheres grávidas já com pelo menos 20 semanas de gravidez fizeram um tratamento de reflexologia para ajudar no parto. Durante a primeira fase do parto (fase das contrações), a média de duração foi de 5 horas (o normal é entre 15 a 28h), durante a segunda fase do parto (nascimento), a média de duração foi de apenas 38 minutos (o normal é entre 1 a 2 horas). Destas 40 grávidas, apenas 2% necessitou epidural (em média 20% das mulheres necessitam epidural), e apenas 6% necessitou de cesariana de emergência (o normal em média é de 14%).

Para o caso de efectuar reflexologia nos bebés, apenas com toques ligeiros ajuda a impedir a acumulação de cera nos ouvidos.

Como fazer o tratamento de Reflexologia

Para aprender a fazer reflexologia muito provavelmente teria que aprender num curso de várias horas mas se está interessado em saber como pode aplicar o tratamento existem algumas técnicas que podem ser úteis nesta matéria.

Os reflexologistas recorrem bastante ao dedo polegar e por vezes ao dedo indicador. Os locais a pressionar no pé são pequenos e por isso os movimentos também devem ser feitos de forma curta. As pressões a aplicar não devem ser muito fortes para não causar dores desnecessárias. Quando utilizar o dedo polegar curve o dedo para pressionar o ponto em questão e use apenas a palma do dedo para não magoar com as unhas.

Algumas técnicas comuns da reflexologia:

O percurso do polegar – É o tipo mais vulgar de massagear na reflexologia. Use a planta do dedo polegar e use os restantes dedos para agarrar o peito do pé. Pressione o ponto que pretende e depois alivie essa pressão. De seguida faça movimentos de deslize e depois volte a pressionar. Use movimentos lentos.

Percurso com indicador –  É uma técnica igual à anterior, mas desta vez utilize a lateral do dedo indicador.

Rotação – Segure o pé com uma mão e pressione o ponto desejado com o polegar da outra mão. Enquanto está a pressionar o ponto, faça movimentos de rotação com o polegar.

Flexão – Agarre nos dedos com uma das mãos. Com a outra mão use o polegar e coloque sobre o ponto desejado. Dobre, para a frente e para trás, os dedos dos pés para pressionar e soltar de uma forma rítmica.

Técnicas de Reflexologia para curar doenças

Existem várias técnicas de reflexologia para curar problemas de saúde mais comuns. Se tem dúvidas em que local do pé deve pressionar para tratar determinadas doenças, veja aqui a nossa explicação para algumas dessas doenças e saiba como tratá-las com a ajuda desta medicina alternativa.

Tratamento da ansiedade com reflexologia – Para esta situação patológica deverá começar a massajar todo o pé e começar a pressionar com o polegar um pouco acima do centro, no plexo solar (consulte a imagem acima) e rode o polegar nessa região.

Tratamento de lombalgias com reflexologia – Use o polegar e esfregue a região que corresponde ao ombro e percorra desde a coluna até ao calcanhar sempre com o mesmo dedo. Faça estes movimentos quatro vezes em cada um dos pés.

Tratamento de resfriados e gripes com reflexologia – Atue na ponta dos dedos (região que corresponde à cabeça). Depois use o polegar para pressionar as áreas do nariz, garganta e peito. Em casos de febre, pressione na glândula pituitária reflexa (consulte imagem acima).

Tratamento de dores de cabeça com reflexologia – Faça uma massagem em ambos os pés começando pelo direito. Com o polegar massageie a região da cabeça e do pescoço, passando pelo intestino delgado e termine percorrendo a coluna.

Tratamento da má digestão com reflexologia – A pressão deve ser feita em ambos os pés e deve começar debaixo dos dedos dos pés e de seguida na região que corresponde ao estômago, intestinos, diafraga e plexo solar.

Nota: Para verificar onde se encontram estes pontos, consulte a imagem que está acima com as diversas regiões que correspondem aos diferentes órgãos e locais do nosso corpo.

Estudos clínicos sobre Reflexologia

Foram feitos alguns estudos e experiências clínicas relacionados com a reflexologia para comprovar a sua eficácia. No ano de 2004, em cerca de 1500 pessoas trabalhadoras foi feito entre 8 a 10 sessões de reflexologia semanais de 30 minutos. Durante essa sessão foram tratados problemas de estresse causado pelo excesso de trabalho, dores nas costas e pescoço, dores de cabeça, sinusite, ciática e problemas digestivos. Entre os 1500 pacientes que estiveram neste tratamento, 75% deles revelaram que se sentiram melhor e viram resultados positivos, 23% disseram sentir apenas alguma ligeira melhoria enquanto que 2% disse não ter sentido qualquer diferença com o tratamento.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *