Home > Medicinas Alternativas > Reiki – O que é e quais os seus Benefícios

Reiki – O que é e quais os seus Benefícios

O Reiki é uma terapia ou medicina alternativa também chamada como cura pela energia. Esta terapia surgiu no Japão no final dos anos 1800 e dizia que a energia passa através da imposição das mãos do praticante para o paciente.

A cura pela energia tem sido utilizada desde há séculos em várias formas. Essa energia passa com a imposição das mãos em redor de todo corpo. Não é necessário tocar o corpo do paciente. A energia passa mesmo sem haver contato físico.

Algumas controvérsias envolvem o Reiki, porque é difícil provar sua eficácia através de meios científicos. No entanto, muitas pessoas que recebem o Reiki dizem que funciona, e sua popularidade está aumentando. Uma busca do Google pelo termo atualmente retorna não menos de 68.900.000 resultados.

O que é o Reiki?

A palavra “Reiki” vem das palavras japonesas “rei” (universal) e “ki” (energia vital). O Reiki é um tipo de cura pela energia.

A cura energética visa os campos de energia ao redor do corpo.

De acordo com os profissionais, a energia pode estagnar no corpo onde houve lesões físicas ou possivelmente dor emocional. Com o tempo, esses blocos de energia podem causar doenças, porque ficam bloqueados.

A medicina energética visa ajudar o fluxo de energia a remover os blocos de forma semelhante à acupuntura ou à acupressão. Melhorar o fluxo de energia ao redor do corpo, pode permitir o relaxamento, ainda diminui a intensidade da dor, acelera a cicatrização e reduzir outros sintomas de doença.

É também referido e conhecido como uma prática de cura de palma ou cura prática.

O que acontece e o que é feito numa Sessão de Reiki?

O Reiki tem maior eficácia quando praticado num ambiente onde reine a paz, mas pode ser realizado em qualquer lugar. O paciente deverá ficar sentado em uma cadeira confortável ou se deitado sobre uma mesa, totalmente vestido. Pode ou não haver música, dependendo da preferência do paciente.

Normalmente o ambiente tende a ter uma música suave numa ambiente limpo e calmo com muita luz. Isto ajuda a relaxar o paciente.

O praticante coloca suas mãos sobre ou ligeiramente acima de áreas específicas da cabeça, membros e torso usando diferentes formas de posicionamento das mãos, com uma duração de entre 2 a 5 minutos. As mãos podem ser colocadas em mais de 20 áreas diferentes do corpo.

Se houver uma lesão particular, como uma queimadura, as mãos podem ser mantidas logo acima da ferida.

Enquanto o praticante coloca as mãos ligeiramente no corpo, a transferência de energia ocorre. Durante este tempo, as mãos do praticante podem estar quentes ou com formigamento, assim como podem estar frias ou com sensação de molhadas. Cada posição da mão é mantida até que o praticante perceba que a energia parou de fluir.

Quando o praticante sente que o calor, ou energia, em suas mãos diminuiu, eles removerão suas mãos e podem colocá-las sobre uma área diferente do corpo.

Alguns praticantes de Reiki usam cristais e pêndulos de alinhamento  dos chakras, porque acham que estes podem permitir a cura ou proteger uma casa da energia negativa.

As sessões podem durar entre 15 e 90 minutos. O número de sessões variará, dependendo do que o paciente deseje realizar. Alguns pacientes preferem ter uma sessão, enquanto outros têm uma série de sessões para trabalhar uma situação específica.

Algumas diferentes técnicas de Reiki

As técnicas envolvidas têm definições como:

  • Limpeza;
  • Extraindo energias nocivas;
  • Dando energia;
  • Percussão e alisamento;
  • Alinhamento dos chakras;
  • Limpando a Aura.

Benefícios do Reiki para a saúde

De acordo com os praticantes, os efeitos curativos são mediados pela canalização da energia universal conhecida como qi, pronunciado “chi”. Na Índia, isso é conhecido como “prana”. Esta é a mesma energia envolvida no exercício tai chi. É a energia da força vital que alguns acreditam envolve todos nós.

Diz-se que essa energia permeia o corpo. Especialistas em Reiki ressaltam que, enquanto essa energia não é mensurável pelas técnicas científicas modernas, pode ser sentida por muitos que se sintonizam com ela.

Reiki  ajuda no relaxamento, auxilia nos processos naturais de cura do corpo e desenvolve bem-estar emocional, mental e espiritual.

Também se diz que induzem um relaxamento profundo, ajudam as pessoas a lidar com as dificuldades, aliviam o estresse emocional e melhoram o bem-estar geral.

As pessoas que recebem o Reiki descrevem isso como “intensamente relaxante”.

A prática de Reiki ajuda nos seguintes casos e doenças:

  • Câncer;
  • Doenças cardíacas;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Dor crônica;
  • Infertilidade;
  • Distúrbios neurodegenerativos;
  • Autismo;
  • Doença de Crohn;
  • Síndromes de fadiga;
  • Problemas de mobilidade principalmente em idosos;
  • Problemas de sono;
  • Tratamento pre e pos operatorio;
  • Controle do estresse;

O que os pacientes que usaram Reiki dizem sobre esta prática

De acordo com a Universidade de Minnesota, os pacientes que passaram por uma sessão de Reiki dizem citações como:


  • “Eu me sinto muito mais tranquilizado e penso mais claramente”.
  • “Eu acho que adormeci”.
  • “Eu não posso acreditar quão quente suas mãos estavam!”
  • “Eu me sinto mais relaxado do que depois de uma massagem”.
  • “Minha dor de cabeça desapareceu”.

Pacientes que sofrem de câncer e que estiveram  numa sessão de Reiki afirmam claramente que se sentem melhores depois. Isso pode ser porque isso ajuda a relaxar. Isso tem um efeito calmante em pacientes que podem estar sobrecarregados com terapia invasiva, medo e estresse.

Os pacientes relatam experiências diferentes. Alguns dizem que as mãos do praticante ficam quentes, outros relatam as mãos frias, outros molhadas e algumas pessoas sentem ondas de calor. Os relatórios mais comuns são de libertação de estresse e relaxamento profundo.

O poder de cura de Reiki: qual é a evidência?

Enquanto o Reiki cresce em popularidade, as questões permanecem.

Reiki afirma possibilitar o relaxamento, reduzir a dor, acelerar a cicatrização e melhorar alguns sintomas, mas poucos achados da pesquisa suportam quaisquer benefícios específicos para a saúde. Foi criticado por reivindicar curar doenças sem evidências científicas. Alguns descreveram suas reivindicações como fraudulentas.

Os críticos dizem que o Reiki desafia as atuais leis da natureza. Alguns defensores respondem que os benefícios do bem-estar e do estresse reduzido são reais, mas difíceis de medir com um estudo científico.

Os cientistas observam que falta pesquisa de alta qualidade em sua eficácia. Nenhum estudo ainda mostrou que é mais eficaz do que um placebo, dizem eles.

Uma revisão  publicada em 2008 concluiu que não havia evidência suficiente para apoiar o Reiki como um tratamento efetivo para qualquer condição, e que seu valor permaneceu não comprovado.

Em 2015, a Cochrane publicou uma revisão dos estudos sobre Reiki e o tratamento da ansiedade e depressão. Os investigadores concluíram que havia “provas insuficientes para dizer se o Reiki é ou não útil para pessoas com mais de 16 anos com ansiedade ou depressão ou ambos”. Dos poucos estudos que foram feitos, a maioria era de baixa qualidade, com tamanhos de amostra pequenos, sem revisão, ou nenhum grupo de controle.

Enquanto isso, a pesquisa publicada na BMC Nephrology sugeriu que permitir que os pacientes em diálise, por exemplo, se beneficiem do “toque de cura”, vale a pena, especialmente se oferecidos gratuitamente por voluntários. A redução da dor pode ser apenas leve, mas não traumática, não prejudica e permite que os pacientes sintam que estão “fazendo algo” para aliviar a dor.

Mais recentemente, Annie Harrington disse à MNT que a Federação de Reiki da U.K. tem atualmente um “grande documento que cataloga muitos estudos de pesquisa”. Talvez essas descobertas, que estão sendo estudadas pela Federação e pelo Conselho de Saúde Complementar e Natural da U.K. (CNHC), ajudarão a tornar o Reiki numa ferramenta de cura e a poder ser implementado em Hospitais Centros de Saúde e em todos os que sofrem de alguma enfermidade.

Reiki é prejudicial ou faz mal?

O Centro Nacional de Saúde Complementar e Integrativa dos EUA (NCCIH) afirma que o Reiki “não foi claramente mostrado como útil para qualquer propósito relacionado à saúde”. No entanto, eles acrescentam que não parece ter efeitos nocivos.

A principal preocupação parece ser que pessoas com sérios problemas de saúde podem optar por Reiki e outras terapias complementares em vez de medicamentos modernos rigorosamente testados. No entanto, usar isso ao lado de outros tratamentos é improvável que seja perigoso.

Na verdade, o toque sozinho, seja com ou sem “energia universal”, parece ter uma série de benefícios, desde a construção da confiança até o aprimoramento do bem-estar geral.

Kosovich ressalta que tratamentos convencionais caros que estão atualmente disponíveis muitas vezes têm efeitos adversos sérios e podem ou não funcionar. Muitas pessoas, portanto, gostariam de ter a liberdade de escolha, uma alternativa às terapias convencionais.

Onde posso fazer Reiki e quanto custa?

O Reiki está crescendo em popularidade. Parece induzir sentimentos de bem-estar e parece ter pouco risco de causar danos.

Como resultado, o Reiki está agora disponível em alguns grandes hospitais. Alguns provedores médicos, como em hospícios, podem oferecer gratuitamente, por voluntários, como parte dos cuidados paliativos.

Uma sessão de Reiki privada pode custar de 100 R$ a 330 R$, e geralmente não é coberta por seguro.

Qualquer pessoa que esteja buscando um profissional qualificado e profissional da Reiki deve procurar com cuidado, uma vez que existem poucos regulamentos que regem esse campo. Isso pode ajudar a perguntar a um profissional sobre seu treinamento e experiência.

O Reiki não é um tratamento alternativo para problemas médicos, mas uma terapia adjuvante que pode ajudar a sustentar a cura e aumentar a sensação de bem-estar.