Home > Mulher > Gravidez > Como saber se estou grávida? – Sintomas de Gravidez

Como saber se estou grávida? – Sintomas de Gravidez


Sente-se cansada?  Com falta de paciência? Alguns odores são incomodativos? Já desconfiou de uma possível gravidez? Estes sintomas referidos são habituais em mulheres grávidas, talvez a sua situação seja a de uma gravidez. Porém, existem mais fatores  que podem indicar uma gravidez! Veja aqui os principais e primeiros sintomas de uma gravidez!

A grande maioria das mulheres que já passaram pelo processo de engravidar, sentem que o seu corpo sofre algumas modificações, para se poder adaptar ao novo ser que está para chegar. Na realidade as transformações que um novo ser opera em todo o nosso organismo, são imensas e variadas, pelo que neste artigo vamos identificar alguns desses sintomas, para que possa analisar, com uma curta margem de erro se está perante uma possível gravidez. Se para algumas mulheres que conhecem o seu corpo e o sabem escutar, as alterações que se começam a fazer sentir, apenas aportam as certezas das suas desconfianças, outras há, a grande maioria, que não fazem a mínima ideia, das mudanças que se operam quer interna quer externamente com a chegada do novo ser.

Neste período de tantas alterações, salientamos que os sintomas variam de mulher para mulher. Podem já estar grávidas e não se aperceberem, havendo outras que começam por ter enjoos normalmente pela manhã, logo a seguir aos primeiros dias da fecundação.

Veja também: Enjoos na gravidez – Como aliviar e o que fazer

Como saber se estou grávida?

Muitas mulheres têm o desejo de engravidar e por isso querem saber quais os primeiros sintomas da gravidez para procurarem um sinal… Por outro lado, outras mulheres não têm o objetivo de engravidar, e alguns estados clínicos podem deixá-las preocupadas e por isso é útil saber se os sintomas que sentem são de gravidez.

A melhor forma de saber se realmente está grávida é através de um teste de gravidez, porém, alguns sintomas comuns neste tipo de situações também podem dar suspeitas de gravidez, esses sintomas incluem:


Sintomas iniciais que indicam uma possível gravidez

  • Possível perda de sangue, aquando da implantação do embrião no útero. Nesta primeira fase pode assistir-se a um possível sangramento, que até se pode confundir com o início da menstruação e que pode levar a mulher ao engano.
  • Mudanças a nível do paladar, da aversão a alguns tipos de odores, e uma maior sensibilidade nas mamas. Por isso se confundem por vezes com as alterações antes da chegada da menstruação.
  • A ponta do seio pode apresentar-se mais rijo e dolorido. Estes são sem dúvida os 1ºs sintomas de que estamos perante uma gravidez, isto porque há um aumento hormonal acentuado.
  • Aumento da temperatura corporal, mãos, pés e rosto podem apresentar uma subida de temperatura.
  • Cólicas, mau estar, e dores no baixo ventre;
  • Ausência e ou atraso do período menstrual;
  • Dores de Cabeça;
  • Irritabilidade;
  • Falta de Paciência;
  • Aumento e dor nos seios, e os mamilos podem apresentar uma coloração mais escura;
  • Propensão para a sonolência mais do que é normal;
  • Enjoos, vómitos, principalmente matinais;
  • Aversão a certos alimentos e busca por outros que pode até não gostar, nem nunca ter provado;
  • Obsessão por certos alimentos;
  • Desmaios e tonturas;
  • Dores nas costas e na região lombar, bem como a sensação de pernas pesadas;
  • Azia;
  • Urinar com frequência;
  • Coceira vaginal.

Como facilmente se pode depreender nem todas as mulheres sentem os mesmos sintomas, podendo umas ter uns e outras outros. Contudo, e de uma maneira geral são estes os sintomas que vão apresentando ao longo das primeiras semanas depois do óvulo ter sido fecundado e da implantação do embrião no útero.

O que fazer se tiver estes sintomas de gravidez?

Neste contexto, vamos passar a explicar o que pode fazer se se encontra dentro deste quadro clínico:

  1. Observância atenta dos sintomas se estes persistirem e se prolongarem;
  2. Fazer uma análise de sangue, e não o teste da farmácia (urina) que pode não dar um resultado positivo e pode levar a mulher ao engano. A análise ao sangue é o mais adequado se pretende uma certeza plena de que terá engravidado. Estes testes são tão eficazes que dão positivo num curto espaço de tempo, como por exemplo, uma semana depois de ter engravidado.
  3. Em todo o caso, poderá efetuar estes exames se o período menstrual não aparecer na data prevista. Normalmente estes testes poderão ser realizados duas semanas após o atraso do período, para se poder concluir que estamos na presença efetiva de uma gravidez;

Por último deverá procurar um especialista (ginecologista) que fará os exames que entender, porque mesmo com a sintomatologia associada à gravidez, poderá haver outros problemas que apresentem os mesmos sintomas e que deverão ser tratados, para uma cura efetiva e rápida recuperação e que a mulher pode atrasar, se não procurar ajuda médica.

Resumindo, nem todas as mulheres apresentam os mesmos sintomas. Convém saber “escutar” o seu corpo e perceber se há alterações físicas e comportamentais, diferentes das habituais. Se estas alterações são persistentes e se prolongam por tempo indeterminado. Mesmo após todos os testes que poder efetuar primeiramente, caso haja atrasos no período menstrual, e por sua conta, deve ser sempre vista por um médico especialista ou em primeiro caso até pelo seu médico de família que a saberá aconselhar e encaminhar, nestes primeiros passos tão importantes para a futura mãe, como para o novo ser que desenvolve dentro de si.