Home > Problemas de Saúde > Bruxismo – O que é, Causas e Tratamento

Bruxismo – O que é, Causas e Tratamento

O bruxismo é quando uma pessoa roça o maxilar de cima no de baixo, raspando os dentes, sem mastigar.Os dentes rangem ou se esfregam enquanto as mandíbulas se movem com força de um lado para o outro.

Muitas vezes isto acontece durante a noite e a pessoa não tem consciência de que está a fazer. Pode existir quem pratique esta situação e não tenha noção disso!

Estudos indicam que 8% dos adultos e entre 25% das crianças com menos de 17 anos, rangem os dentes à noite.

Quem tem este hábito durante o dia, pode conseguir controlar, tendo consciência do que está a fazer e parando. No entanto, quando acontece durante a noite, como é mais comum, já é uma condição mais complicada e difícil de controlar.

Esta é uma atividade neuromuscular inconsciente que pode levar a dores na face, dores de cabeça, e em casos mais graves podem dar origem à artrite nas articulações das mandíbulas.

Problemas que o bruxismo pode causar

O esfregar os dentes uns nos outros, podem causar problemas tanto a nível dentário como dos músculos da face e das mandíbulas.

O bruxismo pode desgastar os dentes, deixa-los mais curtos, fraturados dificultando a mastigação de alimentos. Apesar disso, também causa uma pressão nos músculos, tecidos e outras estruturas da mandíbula, podendo levar a problemas como:

  • Dor e rigidez da mandíbula;
  • Dores na gengiva;
  • Dentes sensíveis, soltos e quebrados;
  • Dor nos dentes;
  • Estalar o maxilar ou mandíbula quando abre a boca, principalmente durante o período da manhã;
  • Dores de cabeça.

Também pode ocorrer dores de ouvido uma vez que ao apertar os dentes causa uma pressão próxima do canal auditivo.

Existe também algumas pessoas que apesar de terem bruxismo e rangerem os dentes, não apresentam quaisquer sintomas ou problemas descritos anteriormente.

Causas do Bruxismo

São perguntas que muitas pessoas fazem – De onde vem o bruxismo? Porque tenho bruxismo?, Como fiquei com bruxismo? O que está causando bruxismo? entre outras…

Como deve imaginar, não existe uma causa certa para este problema, mas sabe-se que estão envolvidos vários fatores que podem conduzir a esta situação.

No caso das crianças, é comum começarem a desenvolver esta situação quando os primeiros dentes começam a aparecer, sendo uma resposta à dor da dentição. Quando os dentes adultos entrarem em erupção, a criança deverá parar com o bruxismo naturalmente.

O ranger dos dentes ou apertar dos maxilares, é mais frequente em momentos de estresse, de raiva, ansiedade ou quando está concentrado em algo. Algumas pesquisas descobriram que a atividade cerebral e a frequência cardíaca aumentam antes de iniciar um episódio de bruxismo, sugerindo ao cérebro que desempenhe algum mecanismo calmante para contrariar esta situação, sendo que, o cérebro responde com o apertar e esfregar das mandíbulas.

Quando isto acontece durante o sono, o estresse do dia a dia, ou algum sonho que possa estar a ter no momento em que dorme, pode ser uma das razões para estar a praticar o bruxismo.

O uso de alguns medicamentos também podem levar à prática desta atividade, como é o caso de remédios antidepressivos, antipsicóticos e anfetaminas. Consumo de álcool ou tabagismo também podem dar origem a este problema.

Também existem doenças que podem proporcionar a prática de bruxismo, como é o caso da doença de Parkinson, a fadiga, a apnéia do sono ou o ronco.


Como saber se tenho bruxismo?

É difícil a própria pessoa saber se sofre desta situação, principalmente porque ocorre durante a noite e nem dá conta disso. O mais fácil, é perguntar a alguém que durma no mesmo quarto que você. Também pode pedir a um parente que viva na mesma casa, para ir no seu quarto durante a noite, enquanto dorme, e ficar uns minutos atento para verificar se houve os maxilares batendo e os dentes rangendo.

Se não for possível identificar o bruxismo com as indicações anteriores, então deverá consultar um médico ou dentista que irá perguntar sobre o seu histórico e realizar um exame para procurar e perguntar sinais como:

  • desconforto da mandíbula ao acordar;
  • músculos alargados da mandíbula;
  • desgaste dos dentes;
  • maxilar estalando quando abre a boca de manhã.

O desgaste dentário por vezes pode ser uma pista falsa, uma vez que o escovar dos dentes demasiadas vezes, com força, também pode resultar em dentes desgastados.

A forma mais fácil de saber se realmente tem bruxismo, é através de um exame que o médico pode realizar usando medidas eletromiográficas. Este exame capta sinais elétricos da mastigação dos músculos usados para mastigar. Através desse exame conseguirá identificar se os músculos estão afetados devido ao bruxismo, ou não.

Tratamento

Não existe um tratamento específico para o bruxismo. A forma mais fácil de combater esta situação, é identificando a causa, e combatendo-a.

Apesar de não existir uma cura certa para o bruxismo, existe formas de aliviar os sintomas evitando problemas subjacentes.

O apertar da mandíbula durante o dia, pode ser um exercício de conscientização de forma a que esteja consciente do que está a fazer, durante o dia. Porém, esta situação não vai ajudar no bruxismo noturno. Para este caso vai necessitar de outras estratégias, pois durante a noite está fora de controle de si mesmo.

Se a causa for estresse ou apnéia do sono, deverá conversar com o seu médico e procurar a melhor forma de tratar esta situação para evitar o problema. Já foi estudado e descoberto que o tratamento da apnéia do sono reduz os sintomas do bruxismo.

Um protetor bucal para os dentes (também chamado de boqueira), feito em plástico rígido para cobrir os dentes do maxilar superior ou inferior pode ser uma opção. Médicos Dentistas defendem que esta é uma excelente hipótese para combater e tratar o bruxismo. Para esta situação, o melhor será conversar com o seu dentista e procurar a melhor forma de fabricar esta proteção à medida dos seus dentes.

Evitar o álcool, tabaco e também a cafeína, é igualmente uma estratégia que pode levar a parar de ranger os dentes durante a noite. Se é consumidor destas substâncias, evite-as na medida que for possível para ter melhoras.

Outro tratamento possível, é relaxar os músculos da mandíbula através da aplicação de uma toalha quente na face, pelo menos uma vez por dia, para aliviar a tensão.

Como prevenir o bruxismo?

Sendo o estresse e ansiedade um dos principais causadores deste ranger de dentes, o controle destes dois fatores é uma forma de prevenir este problema.

Uma boa higiene do sono, incluindo um local apropriado, nas temperatura ideal, com silêncio absoluto e escuro, longe de aparelhos eletrónicos ou outros itens relacionados com o trabalho, ajuda a evitar o bruxismo.

Dormir na posição lateral é uma dica para reduzir a ocorrência de bruxismo.