Home > Bebé > Dermatite da Fralda – Assaduras – Causas e Tratamentos

Dermatite da Fralda – Assaduras – Causas e Tratamentos

A dermatite da fralda é frequente nos bebês, mas existem tratamentos eficazes e formas de evitar este problema!

Nós sabemos que você é muito cuidadosa com o seu bebé, mas muito provavelmente em alguma fase da sua vida o seu bebé desenvolverá a dermatite da fralda ou e/ou assaduras. É uma erupção cutânea comum, a alergia às fraldas descartáveis e/ou às fraldas de pano.

Saiba como tratar a erupção cutânea e prevenir futuros surtos. O bem estar e saúde do seu bebé é a sua principal prioridade!

Causas da Dermatite da Fralda

  • Deixar uma fralda molhada ou suja por muito tempo;
  • O bebé esfregando-se na fralda, irritação da pele;
  • Infecção por fungos;
  • Infecção bacteriana;
  • Reação alérgica à fralda;

Uma erupção cutânea inofensiva que muitas vezes é vista no couro cabeludo de um bebê, chamado de Crosta Láctea , também pode aparecer no bumbum do bebê.

Os médicos chamam a essa situação de dermatite seborreica .Provoca manchas vermelhas, escamosas e cerosas que eventualmente desaparecem sem tratamento.

Você também pode notar em outras partes do corpo do seu bebê.

A erupção cutânea ou dermatite da fralda é mais frequente:

  • Entre os 9 e os 12 meses de idade;
  • Quando dorme com as fraldas sujas;
  • Quando está com diarreia;
  • Quando começa a comer alimentos sólidos;
  • Estiver a tomar antibióticos , ou se tomar antibióticos já está na fase de cura.

Dicas para tratar a erupção cutânea ou dermatite da fralda no bebê

  1. Lave as mãos antes e depois de cada mudança de fralda;
  2. Verifique com frequência, a fralda do seu bebê  e mude-a assim que ficar molhada ou estiver suja;
  3. Use água comum. Quando você precisa de limpar o bumbum sujo do seu bebê , use uma loção suave, não agressiva;
  4. Tapar suavemente a área limpa e seca, em vez de esfregar;
  5. Se você usar toalhetes, escolha os mais suaves. Tente evitar aqueles com aromas ou álcool. Ou use uma toalha limpa e macia;
  6. Certifique-se de que a área esteja completamente limpa e seca antes de colocar uma fralda limpa.

As erupções cutâneas (dermatite da fralda) exigem medidas drásticas!

1.  Experimente lavar bem a área utilize a água expelida pelo chuveiro ou uma garrafa com um esguicho suave para lavar bem a área, sem esfregar a pele dolorida;

2. Deixe seu bebê ficar livre das fraldas o máximo tempo possível. Ao ser retirada a fralda, a pele do bebê se cura mais rapidamente;


3. Deve fazê-lo imediatamente após o seu bebê sujar a fralda. Isto evita que a sua pele fique em contato com a sujeira presente na fralda e a acidez do coco provocar assaduras mais profundas.

Cremes, Unguentos e Pó para as assaduras e dermatite da fralda no bebê

Estes produtos visam acalmar a pele dolorida do bebê ou criar uma barreira protetora – ou ambas.

Antes de colocar uma fralda limpa, deverá colocar creme ou unguento na pele do bebê para que esta o possa absorver. Procure óxido de zinco ou vaselina na lista que compõem os ingredientes.

Se você usar o pó de talco no seu bebê, mantenha-o longe do seu rosto.

O talco ou amido de milho podem causar problemas respiratórios. Coloque-o na mão e, em seguida, aplique-o na área onde a fralda irá ficar.

Ignore os cremes de esteróides que você encontra na farmácia (hidrocortisona), a menos que seu médico lhe diga que use um. Eles podem irritar o bumbum do seu bebê ainda mais se usado de forma incorrecta.

Dicas de lavagem das fraldas ou mudança para fraldas descartáveis

Muitos dos pais acreditam que simples alterações no uso de fraldas descartáveis e das fraldas de pano criam menos problemas cutâneos:

  1. Mude o tipo de fralda;
  2. Se você usar o pano, tente descartáveis. Ou tente uma marca diferente;
  3. Se você lavar suas próprias fraldas de pano, mude o detergente que costuma usar;
  4. Escolha um detergente suave e hipoalergênico. Ou adicione uma meia xícara de vinagre ao ciclo de enxaguamento.

Ligue para o médico quando:

  • A erupção cutânea (dermatite da fralda) piorar ou não responder ao tratamento em 2 ou 3 dias;
  • O bebê está com febre ou parece estar sem acção;
  • Visualizar pintas amarelas, cheias de líquido (pústulas) e áreas com crosta de cor de mel, na pele do seu bebê;

O seu pediatra pode prescrever um medicamento antifúngico ou antibiótico, dependendo da situação, para resolver este problema que tanto incomoda os bebês.