Home > Saúde > Como acabar e aliviar o problema da azia

Como acabar e aliviar o problema da azia

A azia é um mal estar ou de azedume, que se localiza na parte de trás do tórax. Pode revelar-se através de uma dor que se prolonga por todo o peito, pela zona do pescoço e ainda pela zona da garganta. Leia o nosso artigo e aprenda tudo sobre este problema de saúde e saiba ainda como pode acabar com ele ou aliviar os seus sintomas.

Quer acabar de vez com o problema da Azia? Veja aqui qual a melhor forma de deixar de sofrer com este distúrbio que tanto o incomoda!

A Azia pode revelar-se de forma episódica ou com maior frequência, causando um mau estar geral e até ser prenúncio de algum problema de saúde mais grave.

Este distúrbio é causado pela passagem do suco gástrico para o esófago (o suco do estômago). O processo é invertido do estômago em direção ao esófago, como se fosse para chegar novamente à boca. Essa situação acontece devido ao deficiente funcionamento de uma válvula que se conhece como Esfíncter. Esta válvula abre-se para deixar passar os alimentos para o estômago, e deve fechar-se quando termina este processo, com a inclusão do suco gástrico que se move nas redondezas.

Origem da Azia

Quando ingerimos algum alimento sólido ou liquido e este faz a sua entrada no estômago, é estimulada uma espécie de fita muscular localizada no fim do órgão estomacal, que o tranca, para que se possa processar a digestão. Se essa fita muscular (Esfíncter Esófágico) não tranca ou tiver um fecho deficiente, o alimento que se encontra no estômago ainda não totalmente digerido pode inverter o seu percurso para o esófago. Este processo inverso pode perturbar as mucosas do esófago irritando-o, e propiciando que alguns sintomas como a azia, o mal estar e o azedume possam surgir de forma imediata e prolongada. Este processo pode agravar-se se a pessoa se deitar ou inclinar.

Invertendo o Risco de ficar com Azia

A maior possibilidade de uma pessoa poder ter este tipo de sintoma, é se ela apresentar Hérnia de Hiato. Toda a pessoa tem um músculo que se chama o Diafrágma. Este músculo separa o estômago da cavidade toráxica. Ora este músculo apresenta uma fenda diminuta (hiato) que facilita a passagem do esófago para o interior do órgão estomacal, por forma a deixar que se liguem entre si.

Assim, a hérnia de hiato dá-se quando alguma parte do estômago desliza para o interior do toráx, o que debilita o Esfíncter, e permite que o ácido retorne do estômago e faça o percurso inverso até ao esófago, fazendo deste modo, a AZIA.

Podem ser ainda causas da AZIA, uma gravidez e a tomada em demasia de medicamentos pode acelerar o processo e aumentar o azedume.

Confira quais os alimentos que deve evitar para deixar de ter AZIA :

  1. Álcool
  2. Pimentas e Piri-Piri
  3. Frituras
  4. Ketchup
  5. Molhos que contenham tomate, vinagre e outros condimentos ácidos na sua composição
  6. Sumo de Laranja, toranja e outras de natureza cítrica
  7. Cebolas
  8. Bebidas gaseificadas
  9. Outros alimentos que contenham na sua composição, açúcares e vinagres.
  10. Fumar
  11. Excesso de peso
  12. Ansiedade
  13. Stress

Qual a melhor forma de tratar o problema da Azia que me causa tanto mal estar?

Para melhorar este problema basta fazer umas pequenas alterações no seu ritmo de vida, nas alterações alimentares e até mesmo através de medicamentos que ajudam no combate à acidez do estômago.


Se tem problemas de azia deve fazer algumas pequenas alterações comportamentais, tais como exercício físico, alterar hábitos alimentares que com toda a certeza irão fazer a diferença no alívio deste problema.

Também pode tratar a azia através de produtos naturais! Os principais aliados são os alimentos ditos alcalinos que vão neutralizar a acidez do estômago. Apenas como uma opção pode ingerir um suco feito com base em alimentos verdes ou um batido natural de frutos.

O suco de pêra ou uma simples pêra também é maravilhoso para a azia! Se está com o seu estômago a arder e com a sensação de queimar e azedar a sua garganta, experimente comer uma pêra ou um suco de pêra! Certamente vai se sentir muito melhor no seu combate à azia!

Por estranho que possa parecer, o limão também ajuda a aliviar os sintomas da azia! Sim, é certo que o limão é um citrino ácido, mas na verdade, quando chega ao estômago, tem um efeito alcalino, neutralizando os ácidos aliviando desta forma os sintomas provocados por este problema de saúde!

Artigo relacionado: Remédios caseiros que aliviam e acabam com a azia!

Fique alerta quando a posição para relaxar for a de se deitar, porque o estar deitado propícia o aparecimento da azia. Neste procedimento deve ter a cabeça elevada entre 5 a 15 cm do colchão, pois isso faz com que o que se encontra no interior do estômago se mantenha lá e não faça o percurso contrário.No entanto, não fique com a cabeça muito alta porque a posição de curvado pode acentuar a possibilidade do refluxo estomacal para o esófago, provocando a azia.

Nunca se deite logo após as refeições. Deve espaçar o descanso em pelo menos umas 2 horas ou mais para não agravar o problema.

Coma diversas vezes ao dia. Refeições pequenas e amiúde irão facilitar a digestão e evitar subidas do ácido estomacal.

Tente manter o peso numa fasquia aceitável, para que não haja um acumulo de pressão ao nível do abdómen.

Tenha em atenção o consumo de alguns alimentos gordurosos, ou com sobrecarrega de açucares, como sendo bolos, bolachas, picantes, bebidas gaseificadas, bebidas cítricas e as álcoólicas, chocolate e café.

Evite o uso de tabaco, pois este irá diminuir a eficácia da fita muscular, a válvula Esfíncter, que tranca a passagem para o estômago, ajudando a piorar a acidez e não a melhorar o sintoma da azia.

Deve usar o menos possível o estômago apertado pelo uso de cintos e roupas justas na zona abdominal.

Sempre que lhe for possível pratique exercício físico, de bem estar, como a Yoga, o Pilates, o Tai Chi que ajudam a “despachar” o stress e a melhorar a sua qualidade de vida.

E se ainda em todo este processo os sintomas se mantiverem, deve nessa altura procurar ajuda médica, porque pode porventura tratar-se de algo mais grave, e piorar a sua saúde.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *