Home > Doenças > Endometriose – Causas, Sintomas e Tratamentos

Endometriose – Causas, Sintomas e Tratamentos


O útero é revestido no seu interior por um tecido chamado de endométrico.

Quando esse tecido se encontra fora do útero, e está em outros órgãos como trompas, ovários ou até mesmo intestinos e bexiga, chama-se a esta doença de endometriose.

O endométrio é bastante importante para a nidação do óvulo após a fecundação. Isto é, quando ocorre a fecundação, o ovo fecundado vai procurar um local nesse tecido para se fixar e proceder ao desenvolvimento do feto. Para que essa fixação ocorra, o endométrico fica mais espesso.

Quando não existe óvulo fecundado, ou seja, não ocorre gravidez, o endométrio vai-se desfazer e sai em sangue – que é a menstruação.

Porém, em alguns casos, o sangue não é corretamente expelido e vai para os ovários podendo causar lesões endometrióticas.

Causas

Até hoje ainda não são conhecidas causas concretas para esta doença. A única coisa que se sabe é que mulheres com mãe ou irmã a sofrer deste problema, têm um maior risto de também contrair a doença.

Este problema pode afetar logo na primeira menstruação e permanecer até à última, sendo mais frequente próximo dos 30 anos de idade.

Sintomas

Apesar de algumas mulheres não sentirem qualquer problema, a maior parte sente dor, que é o principal sintoma.

Outros sintomas também frequentes são:

  • Menstruação irregular ou intensa;
  • Cólicas menstruais muito fortes;
  • Dor pré-menstrual;
  • Fadiga constante;
  • Alterações intestinais durante o período de  menstruação;
  • Cansaço em excesso;
  • Dor durante a prática de relações sexuais;
  • Dor na região pélvica;

Outro sintoma bastante frequente, que afeta 80% das mulheres que sofrem de endometriose, é a infertilidade. Uma mulher com este problema tem enorme dificuldade em engravidar.

Como identificar a Endometriose?

Para saber se tem ou sofre desta doença, deverá ir ao médico se sofre com alguns dos sintomas indicados acima. O diagnóstico é feito através de ultrassom endovaginal, exame ginecológico, ou outros exames de laboratório.


Tratamentos

Pode tratar a endometriose com medicamentos ou recorrendo à cirurgia. De acordo com o estado da doença, o ginecologista deverá avaliar e aconselhar da melhor forma para assegurar que é o tratamento mais seguro e mais eficaz para a sua situação.

Ainda assim, é importante que a mulher esteja consciente que apesar de fazer tratamentos, não existe nada que eliminie em definitivo e permanentemente a endometriose, podendo voltar logo na próxima mestruação.

Ainda assim, através dos medicamentos e cirurgia, é possível aliviar os sintomas incomodativos, como é o caso das dores, diminuir as lesões endometrióticas e aumentar a probabilidade de engravidar, para o caso de mulheres que tenham esse desejo.

Medicamentos

Alguns medicamentos ajudam a aliviar a dor, como é o caso dos analgésticos (paracetamol) e anti-inflamatórios (ibuprofeno).

O Danazol é um remédio indicado para o tratamento da endometriose que também deverá ser recomendado pelo ginecologista caso seja necessário o seu uso.

Em algumas situações, o uso do DIU com levonorgestrel também é aconselhado.

O recurso a anticoncepcionais orais, como é o caso da pílula, também são úteis no controlo de sintomas desta doença, uma vez que são capazes de controlar o ciclo menstrual e diminuir a dor sentida, estabilizando também o tecido que causa toda esta doença.

Cirurgia

Através de métodos cirurgicos, a endometriose é removida sendo assim possível eliminar as complicações que a doença trãs para a mulher.

Em casos mais graves e avançados, pode ser necessário recorrer a uma remoção dos órgãos pélvicos.

Chás para a Endometriose

Os chás podem ajudar no alívio de sintomas como é o caso da dor. Estes são alguns dos chás que servem como remédio natural para a endometriose:

  • Suco de abacaxi e maçã;
  • Chá de camomila;
  • Chá de gengibre;
  • Chá de vitex.