Home > Bem-Estar > Ansiedade – Causas, Sintomas, Tratamento e Dicas

Ansiedade – Causas, Sintomas, Tratamento e Dicas


Sente-se ansioso? Fica mal disposto e nervoso sem saber o que está a acontecer? Podem ser crises de ansiedade que tem diversas causas!

Este problema de saúde ataca em qualquer altura e muitas vezes vai procurar situações do passado, ou possíveis ocorrências do futuro, para assustar o seu sub-consciente e provocar “medo” à sua mente que é traduzido em sintomas de ansiedade, que são conhecidos como dificuldades em dormir, tremores, suores frios, nervosismo constante, etc…

Ansiedade, ânsia ou nervosismo é um tipo de doença silenciosa que nos pode trazer graves problemas de saúde se não for bem seguido e aconselhado com um profissional de saúde. A ansiedade é uma doença que além de limitar a nossa tranquilidade, começa a afetar os diferentes órgãos, o nosso humor e consequentemente a nossa saúde mental.

É possível combater a ansiedade sozinho e livrar-se de “fantasmas” que assombram a nossa mente e procuram assustar-nos para nos proteger de repetir eventos indesejáveis no futuro. Assim, com a sua força de vontade e seguindo as nossas dicas para se livrar deste nervosismo ansioso, vai conseguir passar melhor os seus dias sem estes problemas!

O que causa a ansiedade?

As principais causas vem das experiências do passado, seja por perdas de pessoas muito chegadas de forma repentina, um processo de divórcio, antigos ou atuais problemas no emprego, problemas financeiros criam imensa instabilidade na vida das pessoas, no caso das crianças o bulingue (bullying) é muito propício a que estas crianças em fase adulta temam o contato social e consequentemente o aumento da sensação de ansiedade.

Quando uma pessoa não consegue ultrapassa algum tipo de sentimento do passado, não significa que ela seja muito mais fraca do que as outras, simplesmente foi a que suportou mais dor e mais medo ao longo dos tempos.

Por vezes dizemos: “Mas eu não tenho preocupações, estou bem com a vida, porque tenho ansiedade?” … Sim, é verdade que pode acontecer casos em que nada de errado está acontecendo na sua vida, mas mesmo assim a ansiedade ataca! Podemos já nem nos lembrar que estava em processo de divórcio, ou que tinha um dívida enorme para pagar e até já pagou, ou já esqueceu os pesadelos da sua infância, mas o seu subconsciente guarda tudo, e ele pode relembrar o seu cérebro desses episódios passados e o seu cérebro irá responder com estímulos de medo para ter precaução nas suas ações através dos sintomas da ansiedade.

A possibilidade da ocorrência de eventos futuros também pode levar ao nervosismo por antecipação e consequente ansiedade. Por exemplo o aproximar da data da realização de uma prova, de um exame de saúde, a saudade por alguém que está próximo de chegar, etc… Porém, estes casos apenas criam situações de ansiedade pontual, não se torna algo crônico que dure durante muito tempo, ao contrário das situações referidas anteriormente.


Sintomas da ansiedade

Os principais sintomas da ansiedade são bem visíveis e são fortemente sentidos pelo próprio indivíduo que está a sofrer de ansiedade. Os sintomas mais comuns são as insónias, os batimentos cardíacos disparam, a respiração torna-se bastante ofegante, as pontadas no peito começam a ser frequentes, a hipervigilância sempre com o sentimento de medo e tensão muscular.

Ainda assim existem outros sintomas tais como suores frios, a falta de apetite e a garganta seca. Muitas vezes até a nível digestivo o corpo reage e fica desregulado.

A inquietação, olhar várias vezes ao relógio, roer as unhas, mostrar preocupação com algo, ter sustos com situações normais do dia a dia também são bons indicadores de que algo não está correto com o seu estado de espírito e pode estar a sofrer com uma crise de nervos provocada pela ânsia.

Tratamento para a ansiedade

No que toca a tratamentos, muitas pessoas alegam que esta doença apenas se resolve com um psicólogo ou medicamentos, mas a verdade é que todas as circunstâncias da nossa vida são comandadas através da nossa mente. Portanto, antes de ir ao médico e tomar qualquer tipo de medicamento, seja forte e tente controlar a sua mente! Desafiamos a fazer uma caminhada todos os dias, a praticar um hobbie que realmente goste, a estar com pessoas que se sente bem e que certamente o farão soltar uma gargalhada e esquecer o passado e preocupações que já não deviam estar presentes na sua cabeça! Se gosta de pintar pinte, se gosta de dançar então dance e lembre-se, há sempre uma solução para tudo.

Veja também: Como controlar a ansiedade

Procure fazer desporto, faça um exercício que goste, jogue futebol, faça natação, corrida, bicicleta… Exercite-se! O exercício físico ajuda a libertar serotonina (hormônio que causa bem estar), e fará o seu cérebro esquecer dos problemas que lhe causam ansiedade!

Pensar de uma forma positiva e a ver os aspectos mais simples da vida vão ajudá-lo a melhorar os seus comportamentos e vai conseguir manobrar a sua mente ao ponto de sentir que está mais leve. Deste modo não se foque tanto na doença e ansiedade vai diminuir! Quanto mais tempo fica parado, mais vai insistir no assunto e pior se vai sentir.

Em situações mais graves, aí sim tem mesmo que recorrer a um médico que certamente lhe vai receitar anti depressivos. Algumas pessoas acabam por sofrer bastante com a ansiedade e nestes casos o doente deve mesmo ser acompanhado por um especialista.

Se sente alguns sintomas de ansiedade, tente primeiro recuperar por si e mudar o seu estilo de vida para que possa viver em harmonia! É verdade que os medicamentos são muito importantes e eficazes para a recuperação da ansiedade mas repare, se esses medicamentos lhe são retirados, a ansiedade volta! Por isso, faça os possíveis e os impossíveis para contornar esta situação.