Home > Problemas de Saúde > Dor de Barriga e Cólicas Intestinais – Causas e Tratamentos

Dor de Barriga e Cólicas Intestinais – Causas e Tratamentos

Todas as pessoas já passaram, pelo menos uma vez na vida, por uma dor de barriga.

É bastante doloroso e incomodativo as dores que se fazem sentir na barriga, principalmente quando estamos fora de casa! É bastante simples ficar com uma dor de barriga, e é uma situação “normal” e bastante frequente em todo o mundo.

Na maior parte das vezes, uma dor de barriga vem acompanhada de diarreia, exceto quando se trata de cólicas menstruais, devido à menstruação na mulher.

A dor de barriga deve-se a vários fatores, sendo que em grande parte das vezes, está relacionado com a alimentação e a dieta feita.

Estas são as principais causas da dor de barriga:

1. Infecções intestinais

Uma das possiveis causas é uma infeção nos intestinos. Elas podem ser causadas por vírus ou bactérias que geralmente invadem o organismo após exposição a microorganismos desconhecidos, normalmente ocorre após viagens para países diferentes, ou até mesmo por ingerir alimentos que estejam mal cozinhados ou conservados.

Nestas ocasiões é comum a diarreia e fezes moles ou líquidas. Também é possível sentir náuseas e vômitos. Em alguns casos estas infeções também podem provocar um pouco de febre, geralmente baixa.

O médico deverá ser consultado se estiver com dores por mais de 1 semana, e/ou se tiver sangue nas fezes ou febre alta (acima de 39ºC).

2. Remédios e Medicamentos que causam dor de barriga

Existem vários remédios que alteram o funcionamento do intestino, aumentando os seus movimentos ou diminuindo a absorção de água, causando dor e diarréia.

Alguns exemplos desses remédios são os laxantes, os antibióticos, anti-inflamatórios e a metformina, um medicamento usado na Diabetes tipo 2.

Nestes casos, quando sente dor de barriga, uma simples evacuação resolve o problema aliviando a dor. Esta dor pode regressar mais tarde, mas uma nova evacuação irá solucionar de novo.

3. Gases

Uma das principais causas, é a presença de muitos gases nos intestinos. Esses gases podem surgir devido a constipação (prisão de ventre), intolerância à lactose ou excesso de ingestão de alimentos como ovo, leite ou feijão.

4. Intolerâncias alimentares

Pode ser importante e útil efetuar um teste de intolerância alimentar. Se for intolerante a algum alimento, é quase certo que quando ingerir o alimento, vá sentir dores de barriga. Hoje em dia, tem sido cada vez mais comum verificar pessoas com intolerância à lactose, ao glúten, proteína do ovo, etc. É difícil fazer a digestão desses alimentos, assim como a sua absorção também fica comprometida, causando fortes dores de barriga.

5. Excesso de ansiedade ou estresse

Épocas de prova, véspera de datas importantes e outras situações que possam causar ansiedade, vão provocar aquele “friozinho” na barriga, que pode evoluir para uma diarreia acompanhada de dores de barriga.  Isso acontece porque a ansiedade ou o estresse, vão aumentar a adrenalina e o cortisol na corrente sanguínea o que vai provocar uma aceleração do trânsito intestinal, levando à diarreia.


Tratamento para dor de barriga

Se procura tratamentos para a dor de barriga no bebé, veja aqui: Dor de Barriga ou Cólicas no Bebé – Como tratar

As dores fortes que provocam dores de barriga fazem as pessoas procurar por tratamentos e remédios capazes de aliviar essas cólicas.

A melhor forma de aliviar a dor, é evacuando quando são casos de diarreia. Geralmente, logo após evacuar, a dor alivia e passa por completo. Ao mesmo tempo, é também importante beber muita água para se hidratar, uma vez que na diarreia é eliminada bastante água. O repouso também é importante, não devendo a dor de barriga durar mais de 5 dias.

Quando são casos mais graves, de infeções causadas por bactérias, é recomendado que visite o médico para que possa ser prescrito um antibiótico adequado para o tratamento da cólica causada por bactérias.

Existem várias formas de tentar controlar a dor de barriga e aliviar as dores:

1. Não sobrecarregue o estômago

O seu trânsito intestinal está desrregulado, precisa acalmar e voltar ao normal! Alimentos “pesados” muito sólidos, de difícil digestão só vão piorar a situação. Evite alimentos ácidos, gordurosos, derivados do leite, frituras, cafeínas, bebidas alcoólicas ou gasosas.

2. Levante-se e caminhe

Muitas vezes a posição de sentado com a barriga dobrada, pode estar a agravar a dor de barriga. Levanta-se um pouco, permaneça na posição em pé e dê uns passos. Ao caminhar vai sentir um alívio na dor, que poderá voltar. Enquanto está a caminhar, pode ao mesmo tempo controlar a sua respiração.

3. Controle a respiração

Através de uma respiração profunda e controlada é possível controlar as dores de barriga. Este é um método bastante utilizado nas grávidas quando sofrem de cólicas. Inspire fundo devagar e solte o ar também lentamente. Tenha controlo sobre a sua respiração e mantenha-se numa posição que lhe seja mais confortável.

4. Massageie a barriga e liberte os gases

Com movimentos circulares no sentido dos ponteiros do relógio, esfregue a sua barriga. É provavel que ao esfregar a barriga sinta vontade de expelir alguns gases acumulados. Se for possível, liberte esses gases, vão aliviar o seu intestino e aliviar as dores.

5. Remédios e medicamentos

Quando as dores de barriga estão relacionadas com a presença de diarreia, alguns remédios são capazes de parar a diarreia como é o caso da loperamida. Porém este tipo de remédios não são aconselhados como toma frequente, pois eles vão parar o trânsito intestinal. Devem ser só usados em casos SOS.

Também existem remédios usados para o tratamento do excesso de gases, o que também é uma das causas das dores de barriga.

Evite remédios anti-inflamatórios como é o caso de ibuprofeno e aspirina, uma vez que eles podem piorar a cólica e ainda causar dores de estômago.

6. Remédios caseiros

Existem alguns chás que podem ajudar no alívio das dores de barriga.

Alguns exemplos que podem ajudar a aliviar este desconforto que tanto incomoda são:

  • Chá de Boldo;
  • Chá Preto com Limão;
  • Chá de Hortelã;
  • Chá de Cardamomo;
  • Chá de Erva-doce com camomila;
  • Xarope de cenoura;
  • Chá de louro.